Mudamos o mundo todos os dias. A qualquer hora. Sem censura. Amarga ou doce. Com ou sem o primeiro gomo de tangerina.

Friday, April 15, 2005

Como o director nacional da PJ teria sido despedido com o ex-mayor de Nova Iorque, Guiliani

O director nacional da Polícia Judiciária considerou que a pobreza, a desigualdade e a exclusão social são algumas das principais causas da violência urbana.

(Director nacional da PJ)


Santos Cabral não teria passado no teste que Guiliani fez à polícia, o que levou ao desemprego de alguns polícias e sobretudo à ida para a prateleira de muitos.

O crime em Nova Iorque desceu para mínimos nunca vistos e a Big Apple passou a ser uma das cidades mais seguras do mundo.

O teste era um simples quiz, daquelas à americana. E nele os polícias teriam de responder a questões como esta: o que espoleta a violência urbana? Polícia que respondesse a pobreza, passava a fazer apenas trabalho de secretária.

Guiliani percebeu que estas teorias do bom selvagem dão merda quando se fala em crime e violência. Sobretudo quando se fala da pequena criminalidade. A maioria das pessoas tem medo de ficar com o vidro do carro partido (eu tenho...), mas raramente pensa que irá encontrar um serial killer. Pois, a questão é mesmo essa: jovem encontrado a pintar paredes passava uma noite dentro. Se depois disso ainda tivesse vontade de assaltar super-mercado, voltava dentro. Nunca mais assaltava a caixa de esmolas da Igreja do bairro.

E as chefias intermédias que normalmente servem de entrave aos serviços públicos receberam especial atenção de Giuliani. Um repressivo que os democratas aplaudiram depois de poderem andar sozinhas na rua à noite.

Porque a maior liberdade do ser humano é a liberdade de circulação. De andar livremente. De fugir. De correr. Sem ter medo.

2 Comments:

Blogger T? said...

Gostei do texto.
Duro mas realista, apesar de ter de ser bem enquadrado.

E percebo o teu medo a vidro partidos.
Eu às vezes esqueço-me do carro aberto. Acaba por ser menos dispendioso

6:49 PM

 
Blogger Malapata said...

pode não sabe se é poder fazer o que pensa disso? Não pode!

7:08 PM

 

Post a Comment

<< Home