Mudamos o mundo todos os dias. A qualquer hora. Sem censura. Amarga ou doce. Com ou sem o primeiro gomo de tangerina.

Monday, June 13, 2005

Morreu Álvaro Cunhal

Ao contrário de Vasco Gonçalves, Cunhal morreu amargurado, segundo consta. Falam da coerência do histórico comunista. Não acredito que um homem tão inteligente acreditasse de coração no que propalava. Ao contrário do companheiro Vasco. É uma figura incontornável da história do século XX, que felizmente não conseguiu substituir um regime autoritário por outro ditatorial.
Ouvi-o uma vez numa conferência de faculdade. Em 1999, se não me engano. Estava ainda fresco, rápido na resposta. Foi confrontado com gulags e perseguições. Meteu a cassete e volveu à esquerda. Adorei ouvi-lo, é certo. Mas nunca gostei de Cunhal. E não vou gostar só porque morreu.



«Tanto o comunismo como o capitalismo democrático te dão pontapés no cú. A diferença é que no segundo podes gritar».

(conheci a frase aqui. E vou ler o livro.)

3 Comments:

Blogger Rita said...

Lê, lê, antes que compres algum García Márquez.

6:08 PM

 
Blogger nuvem said...

Gostei de ler o que escreveste.
O meu sentimento é identico.

beijinho

1:55 PM

 
Blogger o net pulha said...

Não acredito que um homem tão inteligente acreditasse de coração no que propalava<...)
Como por exemplo?

1:09 PM

 

Post a Comment

<< Home