Mudamos o mundo todos os dias. A qualquer hora. Sem censura. Amarga ou doce. Com ou sem o primeiro gomo de tangerina.

Tuesday, August 16, 2005

Agenda para posting futuro (e breve, prometo)

Os U2, mas pouco. Apenas sobre a alma do concerto. E não é coisa pouca.

Sobre este país e as nossas cidades. E o ódio a este povo. Ontem, o ódio e o nojo apoderou-se de mim quando, num semáforo, às 18h30 da tarde, um homem espancou uma mulher. Frente a uma plateia sentada nos seus carros com ar condicionado. E vidro fechado. Que arrancaram assim que o semáforo ficou verde e o homem arrastou pelos cabelos a mulher até ao passeio. E como eu fui a única a sair em auxílio da mulher. A única.

5 Comments:

Anonymous Mente Despenteada said...

Lamentavelmente, Judite, este é o nosso mundo. Mundo de egoismos, de medos, de pequenos avanços e quase sempre grandes recuos. Os «homens de amanhã» não se afiguram grande promessa, e os de hoje há muito deitaram muita coisa a perder. Não me espanta o que aqui relataste, mas sabia, mesmo que não tivesses dito, que tu terias ido em auxílio da senhora. E sabes que mais? É mesmo isso que faz com que valha a pena o nevoeiro: a certeza de que, por entre as nuvens e o cinzento, há-de surgir, um dia, um raio de sol. E tu já brilhas!

11:49 AM

 
Blogger Rita said...

É triste, é muito triste. E safaste a coisa?

5:10 PM

 
Blogger Judite said...

Rita,
a polícia chegou e levou-o. Felizmente, os agentes foram rápidos (a desculpa do trânsito não existia, era feriado) e eu só tive de o «manter» no mesmo sítio durante cinco minutos. Ele estava crente de que nada lhe aconteceria. Era russo ou eslavo e na terra dele agressão ainda não deve ser crime público. Ela foi de ambulância para o hospital. Mas depois disto, e de ter visto nos cúmplices cobardes da violência a classe média que habita este pedaço de terra, quem não se «safou» fui eu. Partiu-se aqui, qualquer coisa. Acho que foi a esperança de que algo possa melhorar.

8:05 PM

 
Blogger Rita said...

Acredito que se tenha partido. Mas a verdade, embora soe a lamechice, é que se houver uma pessoa sem medo de interferir por cada vez que uma coisa destas ou do género se passe, ainda há esperança.

12:12 AM

 
Blogger PAPA AMORAS said...

Tem o meu apoio.
Estamos a viver num país de 'bimbos' naturalmente covardes!

12:35 AM

 

Post a Comment

<< Home